A evolução do Marketing para Clínicas e Consultórios

3,5 bilhões é o número de pessoas que a internet atinge na atualidade. Isto representa 40% da população mundial. Um número que não pode ser ignorado, independentemente do tamanho de sua Clínica.



Hoje, o seu potencial cliente e, consequentemente, seus concorrentes, estão na internet.

As gerações nascidas a partir da década de 80 (Geração Y e Z) não compreendem e nunca viveram em um mundo desconectado. Ler uma revista, um jornal ou até mesmo um livro impresso em papel está caindo em desuso. Celulares, tablets, Kindle’s tornaram-se as novas plataformas digitais de leitura.

O mundo é digital. Pronto.

O paciente hoje chega no Consultório com uma gama de informações (se certas ou erradas é outra questão), e isso já gera um outro nível de conversa com seu médico e esse fato não pode ser ignorado.

Então, diante desta realidade não há como pensar ou fazer marketing sem levar em consideração esta realidade que não é mais nova e é irreversível.

A cada dia novos suportes digitais surgem quer fisicamente, com novos modelos ou novas tecnologias ou virtualmente com novos aplicativos.

Facebook, Instagram, Twitter, Snapchat, Pinterest, Linkedin, Youtube, Blogs... As opções são muitas!

Antes de prosseguirmos vale lembrar que existem regras específicas para a propaganda na área da saúde e o CFM – Conselho Federal de Medicina - através da Resolução nº 1.974/2011 trata deste tema buscando evitar abusos e promover a ética profissional.

Percebemos então não apenas a evolução tecnológica, mas também uma evolução nos modelos e conceitos que definem o marketing:

Marketing 1.0 – Foco no Produto

Baixa oferta e alta procura. O consumidor não tinha poder de barganha.

Marketing 2.0 – Foco no Cliente

Maiores opções de compra. Além de produtos agora surgem serviços mais diversificados, como as especializações na área de saúde, por exemplo. O consumidor já pode escolher de quem e o que comprar. Isto forçou a as empresas a se preocupar com a satisfação do cliente. O paciente ganha voz através das pesquisas de satisfação e canais como 0800. Surgem os estudos de mercado e práticas de CRM (Customer Relationship Management).

Marketing 3.0 – Foco nos valores. As empresas passam a entender o consumidor como ser emocional.

Surgem as práticas de planejamento estratégico. A razão da empresa existir deve ser justificada pela diferença que ela faz no mundo. Com relação ao consumidor, ele não compra mais por necessidade, mas sim pelo coração, estabelecendo valor emocional com o produto ou serviço.


Os iphone lovers entendem muito bem isso. E em se tratando de serviços essa relação fica muito mais acentuada. A confiança em um especialista, a forma como é atendido no consultório ou o tipo de conduta e tecnologias adotadas pelo médico, podem determinar o retorno do paciente ou não.

Marketing 4.0 – O mundo é digital

Utiliza os conceitos do Marketing 3.0 entendendo agora que tudo isso passa a ocorrer no mundo virtual. O paciente agora é multicanal e as opções são praticamente infinitas para ele.

Inbound Marketing X Outbound Marketing

Enquanto no Outbound Marketing temos a venda mais agressiva conduzida pela equipe de vendas objetivando o fechamento comercial, no Inbound Marketing a abordagem passa a ser o relacionamento com as pessoas. Busca-se atrair a atenção das pessoas gerando conteúdo e valor que irão aproximá-la e criar vínculos. Desta forma a aquisição de um produto ou serviço acaba sendo estimulada pela cadeia de valores que são apresentadas ao cliente e não exclusivamente focando no produto/ serviço. O objetivo é ganhar o interesse do consumidor e não simplesmente “comprá-lo”.

Na saúde as pessoas estão em um novo nível de compreensão de que devem ter uma vida mais saudável. Então, nesta área, a estratégia de marketing pode ser gerar conteúdo relevante de bem-estar que irá estabelecer um nível mais amplo de confiança entre paciente e médico.

Temos então estabelecida a cadeia: atrair – converter – fechar – fidelizar

Segundo relatório da Hubspot (2016), Inbound Marketing reduz o custo de campanhas em mais de 60%.

Principais etapas do Inbound Marketing

1. Criação de conteúdo para mídias sociais

2. SEO – Conjunto de técnicas de otimização para mecanismos de buscas que visam um maior tráfego para seu site ou páginas sociais. Aqui entram os conceitos mais técnicos como H1, H2, etc. que priorizam a ordem em que as palavras serão encontradas durante uma pesquisa.

3. Facebook Ads – anúncios criados na própria plataforma do facebook

4. Criação de landing pages – páginas mais limpas, com um objetivo específico, direcionada atração e conversão do visitante.

5. Call to action (CTA) – levar os visitantes a interagirem com a campanha através de incentivo a comentários, download de conteúdos ricos, compartilhamento de textos, etc

6. Fluxo de nutrição de leads – e-mail’s marketing

Marketing de Interrupção X Marketing de Permissão

Toda ação que interrompe o que o consumidor está fazendo para lhe apresentar um produto, refere-se ao marketing de interrupção. Esta estratégia busca apresentar o produto ou o serviço não levando em consideração se o cliente está ou não interessado em saber mais sobre o produto. Ações de rádio, TV, SPAM são exemplos de interrupção.

Já no Marketing de Permissão existe uma permissão para enviar uma mensagem para o consumidor. Essa permissão é dada quando ele fornece seu tempo, e-mail ou telefone para acessar ou fazer o download de um material relevante no site de sua Clínica. Esta ação vincula o aprendizado que o paciente terá com um determinado médico que, em um momento de necessidade, será lembrado.

Esta ação é direcionada a um público específico e selecionado, pois trabalha com o interesse e os desejos mais íntimos das pessoas.

Então, devemos ficar atentos pois as coisas não param por aqui. A saúde hoje é um dos bens mais preciosos e incentivar as pessoas a buscar maior qualidade de vida através de conteúdos relevantes certamente colocará o nome de sua Clínica entre as primeiras a serem lembradas.

Além do mais, a Internet das Coisas está chegando aí...

Mas isso é conversa para outro momento.


29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo